Conclusões

Infelizmente, não podemos prevenir todas as lesões dentofaciais. As crianças não conseguem aprender a andar sem cair e as crianças mais velhas não conseguem evitar completamente o tropeçar nos próprios pés durante o recreio. Em muitos casos, o resultado é uma lesão na boca. No entanto, existem medidas preventivas que podem ser tomadas para reduzir a gravidade e a frequência das lesões.

Imagem: Crianças corretamente afivelada ao assento do carro.
Imagem: Jovem jogador de beisebol usando capacete adequado com proteção facial.

O uso de assentos de segurança para bebês e crianças pequenas e protetores bucais e capacetes para crianças mais velhas engajadas em esportes (de contato e não contato) pode reduzir a incidência de lesões dentofaciais e suas consequências. Dentistas e auxiliares têm a obrigação de instruir os pacientes e pais sobre as opções disponíveis para reduzir tais lesões.