Dentalcare.com.br

Resumo

Quando usada nas dosagens recomendadas e administrada pela via pretendida da formulação, a epinefrina é a melhor amiga do profissional de saúde. Nos autoinjetores de dose fixa, é o medicamento preferencial para o tratamento de reações anafiláticas em ambientes de saúde bucal, mas imediatamente após a administração de epinefrina, o paciente deve ser encaminhado para cuidados médicos adicionais. Ligue para 190 e, enquanto espera pelo serviço médico de emergência, prepare-se para iniciar a RCP e a desfibrilação externa automática.

O uso de epinefrina com ALs é prática odontológica padrão. O que devemos questionar não é se a epinefrina deve ser usada e sim a quantidade de epinefrina que pode ser usada com segurança. Para minimizar erros graves de medicação, pense nas dosagens de epinefrina em mg/ml de AL em vez de em expressões de proporção (por exemplo, 1:100.000). Em geral, a MRD de epinefrina com ALs para adultos saudáveis é de 0,2 mg por consulta; em populações de alto risco, recomenda-se 0,02 a 0,05 mg.

A toxicidade associada à sobredosagem de epinefrina é caracterizada pelo aumento da FC e da força da contração miocárdica, o que pode resultar em angina de peito, IM, arritmias fatais, insuficiência cardíaca e parada cardíaca. O aumento da estimulação cardíaca e a resistência vascular periférica também podem levar ao rápido aumento da PA, o que pode resultar em edema pulmonar e insuficiência respiratória. Ligue para 190 e, enquanto espera pelo serviço médico de emergência, prepare-se para iniciar a RCP e a desfibrilação externa automática.