Hipotensão postural (ortostática)

A hipotensão postural (Tabela 2) é definida como um declínio de ≥20 mm Hg na PA sistólica e/ou um declínio de ≥10 mmHg na PA diastólica, ou um aumento de ≥20 batimentos/minuto na pulsação, e sintomas abruptos de isquemia cerebral (síncope) após mudança postural de uma posição supina para uma posição ereta. Pode ser secundário a mecanismos homeostáticos prejudicados da regulação da pressão arterial; alterações fisiológicas relacionadas à idade e/ou à doença cardiovascular; medicamentos anti-hipertensivos; e/ou ingestão recente de alimentos.

Tabela 2. Hipotensão Postural.

Prevenção:
  • Identificar o paciente em risco
    • Programar consultas odontológicas 30 a 60 minutos após a ingestão de refeições e medicamentos
    • Garantir anestesia local profunda
      • Usar agentes anestésicos locais que contenham um vasoconstritor congruente com a capacidade funcional do paciente.
    • Após a conclusão dos procedimentos, possibilite aos pacientes em risco adotar uma posição ereta gradualmente durante um período de 2 minutos
Sinais e sintomas:
  • Sem sinais e sintomas prodrômicos
  • Síncope abrupta quando o paciente adota uma posição ereta
    • Declínio (a partir da linha de base) de 20 mm Hg ou mais na pressão arterial sistólica E/OU
    • Declínio (a partir da linha de base) de 10 mm Hg ou mais na pressão arterial diastólica E/OU
    • Aumento (a partir da linha de base) na frequência de pulso de 20 batimentos por minuto ou mais
Resposta de emergência:
  • Imediatamente retornar o paciente para a posição supina por 5-10 minutos
    • Administrar oxigênio
      • 4 a 6 l/min por cânula nasal
    • Reavaliar os sinais vitais
  • Possibilitar ao paciente adotar uma posição sentada por pelo menos 2 minutos
    • Reavaliar os sinais vitais
  • Deixar o paciente levantar-se por 2 minutos
    • Reavaliar os sinais vitais
  • Se a condição do pacAcionar o SME
    • Acionar o SME
      • Monitorar sinais vitais.
        • Se a qualquer momento o paciente deixar de responder, não houver respiração normal ou pulso palpável, considerar o diagnóstico de parada cardíaca.
          • RCP e desfibrilação imediatas congruentes com as recomendações atuais
Observação:
  • Sinais de recuperação: os sinais vitais retornam aos valores da linha de base, o paciente está alerta.
  • Sinais de deterioração: sinais vitais instáveis, estado mental instável
  • Hipotensão postural, frequentemente observada em pacientes mais idosos, pode resultar em morbidade significativa decorrente de quedas associadas
    • A falta de sinais e sintomas prodrômicos deve levar os profissionais de saúde bucal a tomar medidas preventivas.