Hipoglicemia

A concentração plasmática de glicose é estritamente regulada pelo sistema nervoso autônomo. O glucagon promove glicogenólise e gliconeogênese hepática e é um agente hiperglicêmico. A insulina promove a captação celular de glicose e é um agente hipoglicemiante. Hipoglicemia (Tabela 3) é definida como nível de glicose no plasma sustentado <70 mg/dl. Exercícios pesados, ansiedade e infecção podem causar hipoglicemia, mas a causa mais comum é o tratamento com insulina e/ou hipoglicemiantes orais e ingestão inadequada de carboidratos (refeições atrasadas, reduzidas ou perdidas).

Tabela 3. Hipoglicemia.

Prevenção:
  • Identificar o paciente em risco
    • Confirmar a adesão ao esquema de medicamentos antidiabéticos e a ingestão de alimentos
    • Reduzir a ansiedade
    • Garantir anestesia local profunda
      • Usar agentes anestésicos locais que contenham um vasoconstritor congruente com a capacidade funcional do paciente.
Sinais e sintomas:
  • Sinais e sintomas começam a se desenvolver com valores de glicose plasmática <65 mg/dl
    • Manifestações adrenérgicas
      • Contração, tremor
      • Ansiedade, nervosismo
      • Sudorese, pele fria e úmida
      • Palidez
      • Midríase
    • Manifestações de glucagon
      • Fome
      • Náusea, vômito, desconforto abdominal
    • Manifestações neuroglicopênicas
      • Fadiga, fraqueza, letargia
      • Parestesia
      • Flashes de luz no campo de visão
      • Cefaleia
      • Redução sutil da capacidade mental (nível de glicose plasmática <65 mg/dl)
      • Comprometimento da ação e julgamento (nível plasmático de glicose <40 mg/dl)
      • Convulsão focal ou generalizada (nível plasmático de glicose <30 mg/dl)
      • Coma hipoglicêmico (nível de glicose plasmática <10 mg/dl))
Resposta de emergência:
  • Coloque o paciente em uma posição semirreclinada (deitado de costas se o paciente ficar inconsciente)
    • Hipoglicemia leve
      • Se o paciente estiver consciente, for capaz de seguir comandos e de engolir com segurança, administrar a glicose oral na forma de comprimidos de glicose (se disponíveis); caso contrário, um copo de suco de frutas ou 3 colheres de sopa de açúcar com água são alternativas aceitáveis.
    • Hipoglicemia grave, ou seja, perda de consciência e/ou convulsão
      • Acionar o SME
        • Aplicar uma fita de pasta de sacarose (cobertura de bolo) nos tecidos moles orais ou administre glucagon, 1 mg, IM ou SL
        • Administrar oxigênio
          • 4 a 6 l/min por cânula nasal
        • Monitorar sinais vitais
          • Se a qualquer momento o paciente deixar de responder, não houver respiração normal ou pulso palpável, considerar o diagnóstico de parada cardíaca.
            • RCP e desfibrilação imediatas congruentes com as recomendações atuais
Observação:
  • Sinais de recuperação: melhora do estado mental
  • Sinais de deterioração: sinais vitais instáveis, estado mental instável