Procedimentos de Imagens Digitais Intraorais

O passo a passo dos procedimentos de imagens digitais varia de um fabricante para outro. Como se dá com todos os aspectos da odontologia, a garantia da qualidade também é vital para as imagens digitais. O Relatório 145 do Conselho Nacional de Medições e Proteção Radiológica indica que deve haver um protocolo escrito em consultórios odontológicos para seus sistemas de receptores de imagens.7 Um estudo de pesquisa descobriu que muitos consultórios odontológicos estavam usando configurações de exposição incorretas, resultando em menor capacidade de diagnóstico e maior dosagem de radiação.8 Apesar dos cuidados e do manuseio adequados das placas de PSP, pode ocorrer perda na resolução espacial.Para reduzir a deterioração da placa de PSP que resulta em danos na superfície e contaminação, elas devem ser manuseadas com cuidado e limpas de acordo com as instruções do fabricante. Para reduzir a deterioração da placa de PSP que resulta em danos na superfície e contaminação, elas devem ser manuseadas com cuidado e limpas de acordo com as instruções do fabricante.2

Recomendamos fortemente que o cirurgião-dentista agende, para os profissionais odontológicos clínicos, mais de um treinamento no consultório sobre o hardware e software de computador e os equipamentos de imagens digitais. O profissional odontológico talvez precise de mais tempo com o instrutor do que o tempo que faz parte do preço do pacote de imagem digital. Para qualquer prática, o segredo é a eficiência de tempo e energia para o cirurgião-dentista e sua equipe. Quanto mais a equipe clínica puder solucionar problemas nas técnicas de imagens digitais, mais tempo ela poderá dedicar a outros tratamentos da prática odontológica.

A sequência de como o prestador de serviços clínicos expõe as imagens digitais periapicais e interproximais pode ser a mesma dos filmes tradicionais. No entanto, o representante do fabricante de produtos odontológicos que monta seu sistema de imagens digitais discutirá o número de imagens digitais que você deseja usar para as séries de toda a boca e interproximais, bem como sua sequência de visualização preferida (Figura 14). Esses treinamentos no consultório, sem radiação, permitem que a equipe resolva problemas de posicionamento com diferentes receptores na boca um do outro. As Figuras 15-18 mostram o prestador de serviços clínicos usando diferentes receptores de sensores direto.

Figura 14. Série Digital de Toda a Boca.
Foto mostrando série digital de toda a boca.
Fonte da Imagem: Dentsply International, York, PA.
Figura 15. Imagens Digitais Diretas Interproximais.
Foto mostrando imagens digitais diretas interproximais.
Fonte da Imagem: Prof. Willie Leeuw, MS; Brandy Spaulding, MS; Sarah Pulver, MS; Universidade de Indiana, Fort Wayne, IN.
Figura 16. Imagens digitais diretas periapicais posteriores.
Foto mostrando Imagens Digitais Diretas Periapicais Posteriores.
Fonte da Imagem: Prof. Willie Leeuw, MS; Brandy Spaulding, MS; Sarah Pulver, MS; Universidade de Indiana, Fort Wayne, IN.
Figura 17. Imagens Digitais Diretas Periapicais Anteriores.
Foto mostrando Imagens Digitais Diretas Periapicais Anteriores.
Fonte da Imagem: Prof. Willie Leeuw, MS; Brandy Spaulding, MS; Sarah Pulver, MS; Universidade de Indiana, Fort Wayne, IN.
Figura 18. Imagens Digitais Diretas Interproximais.
Foto mostrando Imagens Digitais Diretas Interproximais.
Fonte da Imagem: Prof. Willie Leeuw, MS; Brandy Spaulding, MS; Sarah Pulver, MS; Universidade de Indiana, Fort Wayne, IN.