Peneirar as Evidências

Em 2013, a Federação Europeia de Periodontologia (EFP) dedicou o seu nono Workshop Europeu à relação entre periodontite e doenças sistêmicas. A Academia Norte-Americana de Periodontologia (AAP) foi parceira desse evento, fazendo desse o primeiro workshop transatlântico da EFP/AAP, o que atraiu representantes de países tão longínquos quanto a região da Ásia-Pacífico. Onze revisões exaustivas e sistemáticas, envolvendo 24 especialistas mundiais como revisores, foram encarregadas de examinar a relação entre periodontite e doença cardiovascular, diabetes, resultados adversos na gravidez e ‘outras’ doenças sistêmicas. Clique aqui para ver os relatórios de consenso e documentos que estão disponíveis gratuitamente. Grande parte do conteúdo da revisão abaixo vem desses documentos, com o devido reconhecimento à EFP/AAP.

O valor desse processo de revisão de alto nível reside no poder do seu resultado. Peneirar as evidências permite uma visão geral da força e hierarquia, um processo totalmente ausente, por exemplo, no caso da teoria da infecção focal descrita acima. Em relação a isso, pode-se considerar que parte do problema surgiu devido à publicidade excessiva, prévia e prematura da importância e do impacto da periodontite em certos quadrantes, com base em evidências epidemiológicas de qualidade variável, ligando a periodontite a quase todas as doenças humanas, incluindo, por exemplo, a disfunção erétil masculina!