Dentalcare.com.br

Manutenção de Restaurações de Amálgama

As restaurações de amálgama que estão presentes no ambiente escuro, quente e ácido da boca podem ser propensas a manchas e corrosão. Mancha é uma mudança de cor da superfície resultante de má higiene bucal, biofilme dental, alimentos ácidos e sulfetos. Corrosão é deterioração causada por reações químicas ou eletroquímicas. A corrosão marginal pode levar a cáries recorrentes e aparece como uma área preto-azulada ao redor da restauração.1

O acabamento e o polimento referem-se à remoção de irregularidades marginais, à definição de contornos anatômicos e ao alisamento de qualquer rugosidade da superfície.3 Além de os amálgamas acabados e polidos serem menos propensos à retenção de placa, também têm maior resistência aos efeitos da corrosão e manchamento.17 Um estudo de Cardoso et al. descobriu que as restaurações de amálgama existentes (sem defeitos visíveis) que haviam sido previamente colocadas para substituição, não eram mais percebidas como necessitando de substituição após os procedimentos de acabamento e polimento na restauração de amálgama.18 anos foi semelhante, independentemente de estarem no grupo designado para restauração, substituição ou nenhum tratamento.35

Ao avaliar as restaurações de amálgama quanto à sua adequação para procedimentos de acabamento e polimento, há vários itens que precisam ser considerados. Primeiro, não deve haver lesões de cárie ou fraturas recorrentes na restauração ou na estrutura dentária adjacente. Em segundo lugar, um contato proximal deve estar presente. Terceiro, os amálgamas só devem ser polidos se a anatomia puder ser mantida ou melhorada. Por exemplo, a anatomia oclusal profunda ou as cristas marginais que estão abaixo do plano de oclusão não podem ser melhoradas. Finalmente, se todas as margens puderem ser contornadas de maneira contínua e suave com a margem cavo-superficial, o amálgama poderá beneficiar-se do procedimento de acabamento e polimento.1

Restaurações com margens abertas ou grandes vazios na margem cavo-superficial são contraindicadas para procedimentos de acabamento e polimento (Figura 3). Uma restauração que tenha saliências grosseiras, ou que esteja presente em um dente com planejamento de extração ou coroa, não é um bom candidato para o procedimento de acabamento e polimento.1

Figura 3.
Foto mostrando que as margens da restauração de amálgama no Nº 18 estão quebrando.
As margens da restauração de amálgama no nº 18 estão quebrando e precisam ser substituídas. Assim, o amálgama não seria um bom candidato para o processo de acabamento e polimento.
Figura 4.
Radiografia do paciente na Figura 3 após colocação de restauração de MO CEREC
Imagem radiográfica do paciente na Figura 3 após colocação de uma restauração de MO CEREC no dente nº 18.
Imagem cortesia do Dr. Luke Iwata, Loma Linda, CA