Risco de Desenvolvimento de Câncer Oral

Diversos estudos procuram relacionar o câncer oral com o uso e a fumaça da maconha, com resultados variados.26 Um estudo descrito por Hall, Zhang encontrou uma associação provável 2,6 vezes maior de câncer de células escamosas na cabeça e pescoço em usuários da maconha após o ajuste para fumaça do cigarro, uso do álcool e outros fatores de risco.27 O mecanismo pelo qual a maconha pode agir como cancerígeno não está claro e os casos informados de uso da maconha com câncer de células escamosas não pode ajustar outros fatores de risco em outros estudos.28 Em um estudo controlado  incluído em uma análise epidemiológica do uso da maconha e risco de câncer, foi sugerido o aumento do risco de câncer oral, mas há dificuldade em medir o uso de maconha, tabaco, álcool e outras drogas nessa população de pacientes.27

O prejuízo cognitivo em pacientes que usaram maconha, seja para fins recreativos ou medicinais deve ser considerado no registro de consentimento informado do tratamento.23 Com a difusão do uso da maconha e a incapacidade dos profissionais de saúde de distinguir esse prejuízo, o desafio está no tratamento desse paciente.29