Resumo

Durante os últimos 120 anos, os pesquisadores da área da odontologia tentaram entender a natureza microbiana das doenças orais. A visão da placa e de seus microorganismos constituintes mudou de uma hipótese da placa específica a uma hipótese da placa inespecífica, e de novo a uma teoria de patógenos periodontais específicos situados na placa. Recentemente, os pesquisadores da área de odontologia começaram a ver a placa como um biofilme. A natureza de um biofilme ajuda a explicar por que as doenças periodontais foram tão difíceis de prevenir e tratar. Uma melhor compreensão do biofilme conduzirá a novas estratégias para o tratamento destas doenças generalizadas.