Introdução

A homeostase de fluidos é principalmente controlada pelo sistema renina-angiotensina-aldosterona (figura 1).1 O aparelho justaglomerular (juxtaglomerular apparatus, JGA) detecta a baixa carga salina e a baixa pressão arterial (PA). Em resposta, a renina é liberada no compartimento vascular, onde reage com o angiotensinogênio convertendo-o em angiotensina I. A angiotensina I é então convertida em angiotensina II através da enzima conversora da angiotensina (angiotensin-converting enzyme, ACE). A angiotensina II, um potente vasoconstritor, também atua no córtex adrenal para estimular a síntese de aldosterona, o que, por sua vez, promove uma maior absorção de sódio e água e, portanto, uma expansão do volume necessário para manter a PA. Quando os mecanismos homeostáticos falham e o volume sanguíneo fica maior do que a capacidade limitada do volume do compartimento vascular, o paciente desenvolve PA alta.

Figura 1. O sistema renina-angiotensina-aldosterona.
Renin-angiotensin-aldosterone system