Dentalcare.com.br

Lasers em Odontopediatria

Os lasers odontológicos oferecem muitas vantagens no tratamento de crianças.16 Todos os procedimentos anteriormente discutidos aplicam-se também aos tratamentos odontopediátricos. A capacidade de prestar cuidados com menos uso de agulhas e peças de mão de alta velocidade contribui para uma experiência menos traumática. O tratamento comportamental melhora quando esses dispositivos assustadores não são usados. Consultas subsequentes ao tratamento são geralmente mais fáceis de serem administradas quando a criança tem uma experiência mais positiva. Todos os procedimentos cirúrgicos e restauradores discutidos anteriormente podem ser realizados com segurança em crianças. Lasers odontológicos também podem auxiliar em procedimentos como pulpotomias e necessidades cirúrgicas ortodônticas..

Figura 38. Restauradora.
Esta imagem apresenta lesão de cárie de Classe II nos dentes A e B de um menino de 7 anos de idade.
Lesão de cárie de classe II nos dentes A e B em um menino de 7 anos de idade.
Figura 39. Restauradora.
Estas duas imagens apresentam lesões preparadas com laser de Er:YAG sem anestesia e dentes restaurados com restauração de ionômero de vidro.
  1. As lesões foram preparadas com laser de Er:YAG sem anestesia. Não foi utilizada peça de mão de alta velocidade. Algumas lesões de cárie foram escavadas a 5000 RPM usando uma broca redonda de cerâmica que remove seletivamente apenas a dentina cariada (CeraBur by Komet)
  2. Os dentes foram restaurados com restauração de ionômero de vidro.
Figura 40. Frenectomia.
Esta imagem apresenta um menino de quatro anos de idade com anquiloglossia significativa.
Menino de quatro anos de idade com anquiloglossia significativa e com alguns problemas de fala.
Figura 41. Frenectomia.
Esta imagem apresenta o aspecto pós-operatório imediato de um menino de quatro anos de idade. Anestesia tópica foi utilizada e a liberação imediata do frênulo foi alcançada.
Aspecto pós-operatório imediato. Anestesia tópica foi utilizada e a liberação imediata do frênulo foi alcançada.
Figura 42. Frenectomia - Seis meses de pós-operatório.
Esta imagem apresenta seis meses de acompanhamento, sem recidiva de anquiloglossia, do menino de quatro anos de idade.
Seis meses de acompanhamento e sem recidiva da anquiloglossia presente. Seu problema de fala desapareceu rapidamente com a terapia fonoaudiológica após a cirurgia.
Vídeo 3.
Vídeo sem narrativa.
Anestésico tópico é aplicado e um canino é exposto com um laser de diodo (1064 nm XLASE).
Procedimento realizado pelo Dr. Larry Kotlow, vídeo cortesia da Technology4Medicine, LLC