Glossário

ablação – O processo de remoção de tecido com um laser por meio de vaporização ou ruptura mecânica.

absorção – Moléculas específicas no tecido conhecidas como cromóforos absorvem os fótons. A energia luminosa é então convertida em outras formas de energia para realizar a tarefa.

meio ativo – O componente do laser que realmente produz luz laser quando estimulado. Os lasers odontológicos usam cristais, gases ou semicondutores como meio ativo.

Equipamento de transferência de feixe – Espelhos, fibras ópticas ou equipamento guia de onda oca que transporta o feixe de laser da máquina para a peça de mão.

cromóforo – o componente de tecido que absorve a energia do laser e a converte em energia térmica.

coerência – A tendência das ondas de luz laser de viajar com seus picos e vales em uníssono.

modo de onda contínua – Uma forma de emissão de laser quando o laser está ligado continuamente.

divergência – A tendência do raio laser se espalhar para fora quando sai da peça de mão. A divergência varia dependendo do laser específico e do equipamento usado.

densidade de energia – A quantidade de energia do laser em uma área de tecido exposto.

Er, Cr: YSGG – Cristal de granada-gálio-escândio- ítrio e érbio dopado com cromo.

Er:YAG – cristal de Granada-alumínio-Ítrio dopado com érbio.

modo pulsado de funcionamento livre – Uma forma de emissão de laser em que a luz do laser é emitida em pulsos discretos com características temporais específicas e mensuráveis.

modo de onda bloqueada – Uma forma de emissão de laser onde o feixe é bloqueado parte do tempo por um dispositivo de obturador criando uma emissão de laser pulsado.

laser – Amplificação de Luz Laser por Emissão Estimulada de Radiação.

milijoule – Medida de energia.

monocromático – Na ciência do laser refere-se especificamente ao fato de que os lasers produzem um único comprimento de onda de luz.

Nd:YAG – cristal de Granada-alumínio-Ítrio dopado com neodímio.

bombeamento óptico – Estimulação da lâmpada flash de um meio ativo.

acoplador de saída – Um espelho semitransparente no ressonador onde o feixe de laser passa através dele para o equipamento de transferência de feixe.

fotobiomodulação – O processo pelo qual a energia do laser é usada para estimular desfechos clínicos positivos, como alívio da dor e melhora da cicatrização.

potência – Frequência de trabalho, medida em Watts.

duração do pulso – A quantidade de tempo em que o pulso do laser fica ligado, medido em microssegundos.

reflexão – Quando o feixe de laser é refletido na superfície sem penetração ou interação.

ressonador – A câmara espelhada que envolve o meio ativo que ajuda a amplificar a luz do laser produzida.

dispersão – A tendência da luz laser para saltar em várias direções após entrar no tecido.

emissão estimulada – O processo pelo qual o meio ativo é estimulado por uma fonte externa de luz ou eletricidade para produzir luz laser.

relaxamento térmico – A capacidade do tecido absorver e dissipar o calor produzido pelos lasers odontológicos pulsados.

transmissão – Quando a energia do laser pode passar através de tecidos superficiais para interagir com áreas mais profundas.

watt – Medição da energia produzida ao longo do tempo.