Passo 2: Anote a História Dental do Paciente

Embora a presença de lesões cariadas ativas nos momentos de exame seja uma clara evidência de cárie, também é importante ter uma noção da história prévia de cárie. Uma história de múltiplas restaurações indicará alto risco de cáries, porque uma história de cárie prévia é o único melhor preditor de desenvolvimento futuro de cáries.6 Também é útil perguntar sobre mudanças drásticas na atividade da cárie, por exemplo, se não houvesse problemas dentários por anos e, em seguida, um aumento repentino na infecção que levou a várias restaurações. Isso pode ajudar o profissional de saúde bucal a identificar a mudança relevante, como tomar um medicamento que causou boca seca.2

Perguntas sobre a história dentária de um paciente também devem coletar informações sobre as atuais práticas de higiene bucal e proficiência, como a frequência com que os dentes são limpos, que tipo de escova e auxiliares de limpeza interdentais são usados, que cremes dentais são usados e como são removidos da boca e se o suprimento de água do paciente é fluoretado. Perguntar a um paciente sobre sua dieta é especialmente importante se ele apresentar lesões de cárie ativas ou uma história de múltiplas restaurações. Dessa maneira, é possível descobrir hábitos que causam a cárie, como ingerir bebidas açucaradas com frequência, bochechar com refrigerantes ou fazer lanches frequentes de doces açucarados ou grudentos.2