Dentalcare.com.br

Processo de cárie e estratégias de prevenção: Erosão
Fatores comportamentais que influenciam a perda erosiva de superfície dentária

Autor do curso: Susan Higham, BSc (Bacharel em Ciências), PhD (doutora), CBiol (Bióloga Oficial), MRSB (Membro da Sociedade Real de Biologia); Chris Hope, BSc (Bacharel em Ciências) (com distinção), PhD (doutor), FHEA (Membro da Academia de Ensino Superior); Sabeel Valappil, BSc (Bacharel em Ciências), MSc (Mestre em Ciências), PhD (doutor), PGCertEd (Pós-Graduado em Educação), FHEA (Membro da Academia de Ensino Superior); Phil Smith, BDS (Bacharel em Ciências Odontológicas), MDS (Mestre em Ciências Odontológicas), PhD (doutor), FDS (Docente em Cirurgia Odontológica), DRD (Destacamento de Pesquisa Odontológica), MRD (Membro em Odontologia Restauradora), FDS (Docente em Cirurgia Odontológica) (Odont. Rest.), RCS (Academia Real de Cirurgiões) (Edin), FHEA (Membro da Academia de Ensino Superior)

Fatores comportamentais que influenciam a perda erosiva de superfície dentária

Fatores comportamentais desempenham um papel significativo na determinação da extensão da perda erosiva de superfície dentária. Os fatores podem incluir a maneira pela qual os ácidos da dieta são introduzidos na boca (bebericando, bebendo aos goles, bochechando ou usando canudo), pois isso afeta quanto tempo os dentes estarão em contato com o desafio erosivo. Os fatores também podem incluir dietas ricas em alimentos ácidos (incluindo doces, frutas e legumes) e bebidas ácidas, práticas de higiene bucal (como usar creme dental ou escovação ou uso de fio dental excessivos), uso de medicamentos ácidos ou produtos de higiene bucal, consumo de álcool, consumo frequente de drogas sintéticas e amamentação noturna com mamadeira e bebidas ácidas.2

Um ponto a notar é que, até estilos de vida com dieta saudável, como vegetarianismo e crudivorismo, foram associados a mais erosão dentária devido à grande quantidade de frutas e vegetais ácidos consumidos. Outros hábitos de vida saudáveis, como beber chás de ervas (como de rosa-mosqueta e de limão, que têm pH de 2,6 a 3,9) também promovem a erosão.2 Até procedimentos cosméticos podem representar um problema: Verificou-se que alguns géis branqueadores amaciam e alteram o esmalte, sugerindo maior suscetibilidade à erosão dentária.38

Figura 2.
Diagrama listando as interações de diferentes fatores no desenvolvimento da erosão dentária
Interações de diferentes fatores no desenvolvimento da erosão dentária.
Adaptado de: Lussi A. Erosive Tooth Wear: From Diagnosis to Therapy. Basileia, Suíça: Karger; 2006. Monographs in Oral Science Series. Vol. 20.