Dentalcare.com.br

Processo de cárie e estratégias de prevenção: Diagnóstico
Uso limitado de métodos mais recentes na prática odontológica

Autor do curso: Amid I. Ismail, BDS (Bacharel em Ciências Odontológicas), MPH (Mestre em Saúde Pública), MBA (Mestre em Administração de Empresas), DrPH (Doutor em Saúde Pública)

Uso limitado de métodos mais recentes na prática odontológica

Vídeo 1 Que novos instrumentos ou técnicas estão atualmente disponíveis para detecção de lesões de cárie?

Há uma ampla variedade de novos instrumentos e técnicas disponíveis hoje em dia para os profissionais nos Estados Unidos. Existem instrumentos baseados em fluorescência, por exemplo, que usam a luz na extremidade azul do espectro. Muitos deles usam a sigla QLF, que se refere a fluorescência quantitativa induzida pela luz. Você encontrará uma ampla variedade de instrumentos no mercado. Alguns fornecem números de quantificação ligados às medições. Alguns apenas fornecem uma imagem na tela para você marcar a área que pode ser diferente. Daí, temos os instrumentos baseados na extremidade vermelha do espectro. Por exemplo, o DIAGNOdent é um instrumento muito popular que entrou no mercado dos EUA há muitos anos e usa luz infravermelha para detectar lesões cariosas. Há instrumentos baseados na reflexão da luz. Por exemplo, está disponível o sistema Midwest Caries I.D. da DENTSPLY. Ele não fornece números, mas é baseado em diferenças na reflexão das superfícies dos dentes sadias ou com cárie. E há também os instrumentos baseados em condutividade elétrica. O mais novo no mercado dos EUA é chamado CarieScan. Na verdade, é uma medida de impedância ou resistência à eletricidade na superfície do dente, com base em se ela está sadia ou tem lesões cariosas. E, é claro, temos a transiluminação, que já existe há algum tempo. Existe uma variedade maior de tecnologias para transiluminar o dente com luz muito focada. E você pode ir além das imagens digitais para as imagens radiográficas, etc., de modo que o escopo é muito amplo na prática, não apenas para detectar lesões, mas também para monitorá-las ao longo do tempo.

Deve-se notar que, devido ao alto nível de habilidade técnica necessária para usar alguns desses métodos, ou ao custo do equipamento necessário, a única técnica hoje amplamente utilizada na prática odontológica é a radiografia digital.2 O DIAGNOdent tende a ser usado por alguns profissionais como uma segunda opinião durante o processo de diagnóstico em superfícies oclusais. Os outros métodos tendem a ser usados principalmente no ambiente de pesquisa.