Dentalcare.com.br

Processo de cárie e estratégias de prevenção: Diagnóstico
Diagnóstico de lesão de cárie: Métodos visuais-táteis

Autor do curso: Amid I. Ismail, BDS (Bacharel em Ciências Odontológicas), MPH (Mestre em Saúde Pública), MBA (Mestre em Administração de Empresas), DrPH (Doutor em Saúde Pública)

Diagnóstico de lesão de cárie: Métodos visuais-táteis

Métodos visuais-táteis normalmente andam de mãos dadas, porque a maioria dos cirurgiões-dentistas usa sondas odontológicas e outros instrumentais para examinar os dentes durante o exame clínico. O exame pode ser anual, semestral ou mais frequente, dependendo da recomendação do cirurgião-dentista. A primeira indicação visual da cárie no esmalte geralmente é uma pequena lesão branca em superfícies lisas ou uma lesão marrom clara a escura em fóssulas ou fissuras, onde ocorreu desmineralização sob a placa dentária.2,3,7 No entanto, lesões acinzentadas também podem ser observadas no nível da dentina e, em estágios mais avançados, a cárie pode aparecer como cavidades abertas no esmalte, em camadas de dentina ou até na polpa.2,3