Dentalcare.com.br

Processo de cárie e estratégias de prevenção: Diagnóstico
Critérios de diagnóstico para avaliar a atividade da lesão da cárie coronal

Autor do curso: Amid I. Ismail, BDS (Bacharel em Ciências Odontológicas), MPH (Mestre em Saúde Pública), MBA (Mestre em Administração de Empresas), DrPH (Doutor em Saúde Pública)

Critérios de diagnóstico para avaliar a atividade da lesão da cárie coronal

  • Considera-se que uma lesão ativa tem maior probabilidade de transição (progressão, interrupção ou regressão) do que uma lesão inativa.
  • Considera-se que uma lesão inativa (interrompida) tem menor probabilidade de transição do que uma lesão ativa.

As características das lesões coronais ativas (nem todas as características precisam estar presentes para decidir o status da atividade) são as seguintes

Tabela 1. Características das lesões coronais ativas.
Código ICDAS Características de lesão
Sinais de lesão ativa Sinais de lesão inativa
Cárie em estágio inicial a moderado (1-4) A superfície do esmalte é esbranquiçada/amarelada; opaca com perda de brilho; parece áspera quando a ponta da sonda é movida suavemente pela superfície. A lesão está em uma área de estagnação da placa, isto é, na entrada de fóssulas e fissuras ou perto da gengiva, e em superfícies proximais abaixo do ponto de contato. A lesão foi coberta por uma placa espessa antes da limpeza. A superfície do esmalte está esbranquiçada, acastanhada ou preta. O esmalte pode estar brilhante e parecer duro e liso quando a ponta da sonda é movida suavemente pela superfície. Em superfícies lisas, a lesão de cárie normalmente está localizada a alguma distância da margem gengival. A lesão não foi coberta por uma placa espessa antes da limpeza.
Cárie em estágio extenso (5-6) A dentina parece macia ou semelhante a couro na sondagem. A dentina é brilhante e dura na sondagem.

Para fins de manejo da cárie, as superfícies dentárias individuais são categorizadas e descritas, com base em uma avaliação de cada superfície afetada, utilizando os seguintes critérios:

Para fóssulas e fissuras, os critérios de avaliação são os seguintes

Tabela 2. Critérios de avaliação de fóssulas e fissuras.
Descrição da superfície do dente
Description
Critérios de avaliação Código
ICDAS
Superfícies sãs Sem cárie visível quando visualizadas depois de limpas e secas. Marcas brancas ou marrons não cariosas na superfície dos dentes devem ser diferenciadas das lesões iniciais de cárie. 0
Cárie em estágio inicial Caracterizada pela primeira mudança visual no esmalte (vista somente após secagem prolongada com ar ou restrita aos limites de uma fóssula ou fissura).
OU
Mudança visual distinta no esmalte (vista em superfície úmida ou seca).
1


2
Cárie em estágio moderado Caracterizada visualmente por falha localizada no esmalte (sem sinais visuais de exposição da dentina).
- A quebra do esmalte muitas vezes é vista mais facilmente quando o dente é seco com ar.
OU
Sombra escura subjacente da dentina.
- O sombreamento da cárie na dentina muitas vezes é visualizado mais facilmente quando a superfície do dente está úmida.

3


4
Cárie em estágio extenso Caracterizada por cavitação distinta expondo a dentina visível.
- Lesões que exibem cavitação envolvendo menos da metade da superfície do dente.
- Lesões que envolvem metade da superfície do dente ou mais.

5
6

Para superfícies mesiais e distais, os critérios de avaliação são os seguintes:

Tabela 3. Critérios de avaliação de superfícies mesiais e distais.
Descrição da superfície do dente
Description
Critérios de avaliação Código
ICDAS
Superfícies sãs Sem cárie visível quando visualizadas depois de limpas e secas. Marcas brancas ou marrons não cariosas na superfície dos dentes devem ser diferenciadas das lesões iniciais de cárie. 0
Cárie em estágio inicial Caracterizada pela primeira mudança visual no esmalte (vista somente após secagem prolongada com ar).
OU
Mudança visual distinta no esmalte (vista em superfície úmida ou seca).
- Essas lesões em geral são vistas diretamente das direções lingual ou vestibular, mas podem ser vistas a partir da direção oclusal como sombra confinada ao esmalte.
1


2
Cárie em estágio moderado Caracterizada visualmente por falha localizada no esmalte (sem sinais visuais de exposição da dentina).
- A quebra do esmalte muitas vezes é vista mais facilmente quando o dente é seco com ar.
OU
Sombra escura subjacente da dentina.
- O sombreamento da cárie na dentina muitas vezes é visualizado mais facilmente quando a superfície do dente está úmida.

3


4
Cárie em estágio extenso Caracterizada por cavitação distinta expondo a dentina visível.
- Lesões que exibem cavitação envolvendo menos da metade da superfície do dente.
- Lesões que envolvem metade da superfície do dente ou mais.

5
6

Para superfícies lisas vestibulo-linguais, os critérios de avaliação são os seguintes:

Tabela 4. Critérios de avaliação de superfícies lisas vestibulo-linguais.
Descrição da superfície do dente
Description
Critérios de avaliação Código
ICDAS
Superfícies sãs Sem cárie visível quando visualizadas depois de limpas e secas. Marcas brancas ou marrons não cariosas na superfície dos dentes devem ser diferenciadas das lesões iniciais de cárie. 0
Cárie em estágio inicial Caracterizada pela primeira mudança visual no esmalte (vista somente após secagem prolongada com ar).
OU
Mudança visual distinta no esmalte (vista em superfície úmida ou seca).
- Essas lesões em geral são vistas diretamente das direções lingual ou vestibular, mas podem ser vistas a partir da direção oclusal como sombra confinada ao esmalte.
1


2
Cárie em estágio moderado Caracterizada visualmente por falha localizada no esmalte (sem sinais visuais de exposição da dentina).
- A quebra do esmalte muitas vezes é vista mais facilmente quando o dente é seco com ar.
OU
Sombra escura subjacente da dentina.
- O sombreamento da cárie na dentina muitas vezes é visualizado mais facilmente quando a superfície do dente está úmida.

3


4
Cárie em estágio extenso Caracterizada por cavitação distinta expondo a dentina visível.
- Lesões que exibem cavitação envolvendo menos da metade da superfície do dente.
- Lesões que envolvem metade da superfície do dente ou mais.

5
6