Processo de Cárie e Estratégias de Prevenção: Desmineralização/Remineralização
Cárie em Crianças e na Primeira Infância

Autor do curso: Susan Higham, BSc (Bacharel em Ciências), PhD (doutora), CBiol (Bióloga Oficial), MRSB (Membro da Sociedade Real de Biologia); Chris Hope, BSc (Bacharel em Ciências) (com distinção), PhD (doutor), FHEA (Membro da Academia de Ensino Superior); Sabeel Valappil, BSc (Bacharel em Ciências), MSc (Mestre em Ciências), PhD (doutor), PGCertEd (Pós-Graduado em Educação), FHEA (Membro da Academia de Ensino Superior); Phil Smith, BDS (Bacharel em Ciências Odontológicas), MDS (Mestre em Ciências Odontológicas), PhD (doutor), FDS (Docente em Cirurgia Odontológica), DRD (Destacamento de Pesquisa Odontológica), MRD (Membro em Odontologia Restauradora), FDS (Docente em Cirurgia Odontológica) (Odont. Rest.), RCS (Academia Real de Cirurgiões) (Edin), FHEA (Membro da Academia de Ensino Superior)

Cárie em Crianças e na Primeira Infância

A cárie na primeira infância (ECC) afeta dentes anteriores superiores (Figura 2). Ocorre quando líquidos açucarados (incluindo o leite) entram em contato com a região anterior da boca por períodos prolongados, por exemplo, quando uma criança adormece enquanto toma mamadeira ou é amamentada. Por isso, a ECC também costuma ser chamada de cárie da mamadeira ou cárie de amamentação.

Figura 2. Cárie na Primeira Infância.

fig02
Cárie na Primeira Infância
Fornecido e usado com a permissão de: Dra. Susan Higham, BSC (Bacharel em Ciências), PhD (doutora), CBiol (Bióloga Oficial), MSB (Membro da Sociedade de Biologia), Professora de Biologia Oral, Escola de Ciências Odontológicas, Universidade de Liverpool.

De acordo com os dados epidemiológicos apresentados na Pesquisa Nacional de Avaliação da Saúde e Nutrição (NHANES) mais recente, a ECC afeta 1% das crianças entre 12 e 24 meses e 5% aos 35 meses. A condição é mais comum entre pessoas pobres e de minorias raciais, sendo que até 80% das crianças menores de 5 anos na população de nativos norte-americanos têm ECC.16