Conceitos Atuais em Odontologia Preventiva
Cânceres de Pele, Lábio, Orais e de Esôfago

Autor do curso: Connie M. Kracher, PhD, MSD

Cânceres de Pele, Lábio, Orais e de Esôfago

Introdução

Os pacientes devem ser triados quanto a câncer bucal na consulta inicial e em cada exame odontológico de rotina, realizando um exame extraoral e intraoral. A imagem radiográfica é normalmente prescrita com base nos diagnósticos de um indivíduo, mas áreas suspeitas podem exigir imagens adicionais. Existem vários tipos de lesões patológicas encontradas na cavidade oral e nas regiões da cabeça e pescoço. Embora os prestadores de serviços dentários associados não possam diagnosticar lesões na maioria dos estados dos EUA, eles devem conhecer a patologia oral para identificar lesões ao auxiliar o cirurgião-dentista em seu diagnóstico. Cada um dos membros da equipe odontológica deve saber como são os tecidos “normais” ao tratar pacientes. Também é importante que todos os membros da equipe saibam que o tratamento padrão da prática é determinar por quanto tempo a lesão está presente e, se a lesão estiver presente há mais de duas semanas, deve ser examinada de maneira mais rigorosa e possivelmente uma biópsia é realizada. É altamente recomendável que os membros da equipe odontológica participem de cursos de formação continuada em patologia oral para se manterem atualizados sobre as lesões patológicas. Além disso, o site da American Academy of Oral and Maxillofacial Pathology (AAOMP) é um recurso para baixar Histórias de Casos de CPC com fotografias de patologias. Quatro categorias patológicas são explicadas nesta seção do curso. Cada instalação odontológica deve ter livros de patologia oral e recursos on-line com fotografias coloridas disponíveis para os cirurgiões-dentistas para auxílio no diagnóstico e diagnósticos diferenciais.