Orientação nutricional na prática odontológica

Quando você aconselha um paciente odontológico? Como você pode iniciar uma conversa sobre nutrição em uma consulta de profilaxia regular? Pode ser de modo formal, pedindo que o paciente registre um diário alimentar de 3, 5 ou 7 dias e retorne para aconselhamento nutricional. Ou uma abordagem informal pode envolver falar frente a frente, fornecendo ajudas visuais, brochuras ou pedir que o paciente fale a respeito das últimas 24 horas. O aconselhamento nutricional na prática odontológica deve incidir sobre a redução dos riscos orais da dieta e promoção de uma boa nutrição para a saúde. Os pacientes devem ser encaminhados para um nutricionista registrado se houver uma condição médica subjacente.

A tabela 7 ajuda a determinar quando aconselhar na prática odontológica e quando encaminhar o paciente para um nutricionista registrado.

Tabela 7. Determine quando aconselhar e quando encaminhar.
Quando aconselharQuando encaminhar
  • Pessoa que faz dieta de forma crônica
  • Paciente com dentadura
  • Cáries da primeira infância
  • Lesões orais
  • Doença periodontal
  • Deterioração recorrente
  • Xerostomia
  • Câncer
  • Diabetes
  • Distúrbio alimentar
  • Alergias alimentares
  • Ataque cardíaco
  • Hipertensão
  • Osteoporose
  • Acidente vascular cerebral
  • Colesterol alto

Quando mudanças alimentares são indicadas, elas devem permanecer simples. Faça pequenas mudanças e deixe o paciente escolher um ou dois objetivos para praticar entre as consultas odontológicas. Como clínico, esteja ciente da influência cultural, da educação, do estado de saúde atual e de qualquer restrição financeira do paciente que possam inibir a escolha de alimentos.7