Implicações alimentares nas cáries dentárias

A cárie dentária é um processo dinâmico que envolve um dente suscetível, bactérias cariogênicas na placa dentária (Streptococcus mutans e lactobacillus) e um carboidrato fermentável. Outros fatores considerados incluem também a ausência de flúor, a hipofunção das glândulas salivares e a má higiene bucal.10Normalmente, os carboidratos fermentáveis são considerados como sendo principalmente a sacarose (açúcar de mesa). No entanto, todos os açúcares simples são potencialmente cariogênicos. O adoçante universal em uso hoje, o xarope de milho de alta frutose, é feito do açúcar simples, a frutose.

A frequência do consumo de açúcar é o principal fator envolvido no processo das cáries. Alimentos ou líquidos açucarados consumidos em intervalos de 20 minutos criam oportunidades separadas para as bactérias se alimentarem e produzirem ácido. Quando o pH da placa dental fica abaixo de 5,5, o processo de cárie começa. A forma e a composição de um carboidrato fermentável desempenham um papel secundário, dependendo de quanto tempo leva para um alimento ou bebida desaparecer da cavidade oral. Líquidos desaparecem mais rapidamente do que alimentos pastosos, pegajosos. A quantidade total de açúcar consumido é o fator menos importante a considerar ao aconselhar os pacientes. Um alimento com 80% de sacarose pode não ser mais prejudicial do que um com 40% de sacarose. 7

Os efeitos destrutivos dos refrigerantes, sucos e bebidas energéticas populares são uma das principais causas de cáries na infância e deterioração dos dentes, tanto em crianças como em adolescentes, especialmente nas populações de baixa renda e minorias. 350 ml de refrigerante contêm 10 colheres de chá de açúcar, além de ácido. Refrigerantes dietéticos e bebidas energéticas incluem ácido cítrico e fosfórico, que podem causar desmineralização direta do esmalte dos dentes. Enxaguar a boca com água, usar um canudo para que o líquido não atinja diretamente os dentes, mascar goma com xilitol e consumir bebidas com o potencial de causar cáries durante a refeição podem ajudar a reduzir os efeitos negativos de carboidratos fermentáveis líquidos.

Image 12: Close-up image of tooth decay
Erosão: causada pela ingestão de bebidas carbonatadas.
Fonte da imagem: ©2003 Lippincott Williams & Wilkins.

A água é a melhor escolha para saciar a sede. Ela fornece tudo o que o corpo precisa para restaurar o líquido perdido através do metabolismo, respiração, sudorese e remoção de resíduos. Para ajudar a aumentar o consumo de água e acrescentar um pouco de sabor, tente:3

  • Adicionar fatias ou raspas de frutas cítricas.
  • Esmagar folhas frescas de hortelã.
  • Adicionar uma fatia de gengibre.
  • Esmagar frutas silvestres.
  • Adicionar um pouco de suco espumante.

Fatores de proteção de alimentos específicos e sequenciamento de dieta também podem ser utilizados a fim de reduzir a influência destrutiva de carboidratos fermentáveis. Gorduras e proteínas consumidas em uma refeição ajudam a cobrir a superfície dos dentes para protegê-los de açúcares. Consumir produtos lácteos mantém a saliva rica em cálcio e fósforo, oferecendo benefícios de remineralização, evitando que o pH da boca fique abaixo de 5,5. O flúor dos alimentos e da água também ajuda a remineralizar o esmalte.

A alimentação e a doença periodontal não estão tão claramente relacionadas quanto a alimentação e a cárie dentária. O estado nutricional global pode afetar a suscetibilidade do hospedeiro e influenciar a progressão da doença. Uma boa nutrição pode servir de proteção, ajudando a aumentar a resistência à infecção periodontal e a minimizar sua gravidade, enquanto a desnutrição pode reduzir a resistência à infecção periodontal.

A consistência física dos alimentos tem um efeito direto sobre a saúde periodontal. Alimentos crocantes e fibrosos aumentam o fluxo salivar, que oferece propriedades antibacterianas. Todos os nutrientes são necessários para a síntese dos tecidos e estruturas orais; eles os mantêm saudáveis ao longo da vida, melhoram o sistema imunológico para combater infecções e ajudam na cicatrização de feridas. A tabela 6 descreve os principais nutrientes para a saúde bucal e seus papéis específicos.

Tabela 6. Principais nutrientes para a saúde bucal e seus papéis específicos.

Vitamina D
  • Absorção de cálcio e fósforo
  • Desenvolve ossos esqueléticos e dentes
  • Apoia o processo alveolar
Vitamina A
  • Forma o epitélio oral
  • Melhora o sistema imunológico
  • Cicatrização de feridas
Vitaminas do complexo B
  • Formação de novas células
  • Cofator para nutrientes
Proteínas
  • Apoia o crescimento das células
  • Resiste a infecções
  • Cria anticorpos
Vitamina C
  • Auxilia na formação do colágeno
  • Promove a integridade capilar
  • Melhora a resposta imunológica
Ferro, zinco, cobre
  • Auxilia na formação do colágeno
  • Cicatrização de feridas
  • Regula inflamações