Bebês e crianças

Bebês e crianças têm necessidades nutricionais distintas. O peso de um bebê triplica até seu primeiro aniversário, mas com absorção intestinal geralmente ineficiente e função renal imatura, a digestão pode ser desafiada. O leite materno ou a fórmula fornecem a nutrição necessária durante os primeiros 6 meses de desenvolvimento. A introdução gradual de alimentos sólidos geralmente ocorre por volta dos 6 meses de idade, mas cada criança é diferente, e é quando ela está pronta a se alimentar, não o calendário, que deve determinar quando a criança pode começar a ingerir alimentos sólidos. Como regra, as crianças devem estar livres do peito ou da mamadeira por volta de 1 ano de idade.1 À medida que o bebê começa a se alimentar sozinho, um apetite errático e a preferência por um só tipo de alimento podem se tornar mais comuns. Oferecer opções de lanches saudáveis e limitar os fast-foods é importante nesse período de moldagem da criança 1 À medida que o bebê começa a se alimentar sozinho, um apetite errático e a preferência por um só tipo de alimento podem se tornar mais comuns. Oferecer opções de lanches saudáveis e limitar os fast-foods é importante nesse período de moldagem da criança7

Oralmente, os dentes de leite estão começando a surgir. Os pais podem prevenir a cárie da primeira infância limpando os dentes com uma gaze ou escova de dente após as refeições. Dar água em vez de suco ou leite antes da soneca e hora de dormir pode limitar a exposição a carboidratos fermentáveis. No entanto, o leite ou os substitutos do leite são fontes importantes de cálcio, fósforo e vitamina D, essenciais para a calcificação das coroas permanentes.7

Alimentar uma criança com fissura labial ou do palato pode ser um desafio. A principal prioridade é garantir a ingestão adequada de nutrientes. A ausência de pressão negativa necessária para a sucção pode tornar isso muito difícil para a nova mãe. Ampliar o furo na mamadeira e usar dispositivos de alimentação especiais permitem que o bebê se alimente de forma mais eficiente. Encaminhe os pacientes para a American Cleft Palate Association [Associação Americana de Fenda Palatina] para obter mais informações.1

As crianças em idade escolar precisam de refeições frequentes para manter níveis saudáveis de glicose no sangue, necessários para um ótimo desempenho acadêmico. Esse é também um momento em que a alimentação assume implicações sociais, psicológicas e emocionais, e as crianças desenvolvem uma relação duradoura com os alimentos. O apetite nessa idade é geralmente muito bom, e lanches saudáveis são uma excelente maneira de incorporar alimentos ricos em nutrientes na dieta. Envolver as crianças na preparação das refeições e nunca usar comida como recompensa ou punição pode ensinar estratégias de alimentação saudável para as crianças.7

Lanches saudáveis durante e após a escola.
  • Espetinho de fruta; melão, uva e frutas silvestres
  • Pedaços de cenoura ou aipo com homus
  • Bagel de grão integral com manteiga de amendoim
  • Taco macio e integral com queijo derretido de baixo teor de gordura
  • Tiras de queijo muçarela com biscoitos integrais
  • Smoothies feitos com iogurte com baixo teor de gordura e frutas silvestres congeladas
  • Mix feito com pipoca e nozes
  • Salsa e chips
  • Mini pizzas feitas em um muffin inglês de trigo integral
  • Enroladinhos de peru
  • Cereal integral com fruta fresca
  • Pedaços de banana com manteiga de amendoim e cereal

As necessidades de cálcio, fósforo e vitamina D aumentam nessa idade devido a impulsos de crescimento nos ossos longos. Oralmente, os dentes de leite são esfoliados e começa o surgimento dos dentes permanentes. A colocação de selantes nos primeiros molares permanentes é um protocolo padrão para a prevenção de cáries nessa fase de desenvolvimento oral.7