Lasers

São utilizados quatro tipos de amplificação de luz por emissão estimulada de radiação (lasers) para o tratamento da hipersensibilidade dentinária com eficácia variando de 5,2% a 100%, dependendo do tipo de laser e dos parâmetros utilizados.84Os mais comuns são: Nd-YAG (neodímio:ítrio-alumínio-granada), laser GaAIas (gálio/alumínio/arsenieto) e Erbium-YAG (ítrio-alumínio-granada).85-88O mecanismo de ação dos lasers no tratamento da hipersensibilidade não é muito claro, mas tem sido proposto que os lasers coagulam as proteínas dentro dos túbulos e bloqueiam o movimento do fluido.

Uma revisão sistemática realizada em 2011 de lasers para o tratamento da sensibilidade encontrou apenas 3 estudos clínicos randomizados para inclusão. Os autores concluíram que a terapia a laser pode reduzir a dor relacionada à hipersensibilidade dentinária, mas há apenas evidências fracas para sua eficácia, e o efeito placebo deve ser levado em conta.89