Problemas

Quase todos os estudos confirmam a redução de lesões cariosas nas fóssulas e fissuras com a colocação de selantes, mas a aceitação pela comunidade odontológica e pelos pacientes nunca foi grande. Algumas das mesmas preocupações levantadas quando os selantes eram introduzidos pela primeira vez continuam a ser questionadas, mesmo crescendo o número des evidências científicas que apoiam o uso de selantes. É provável que esses questionamentos sejam responsáveis pela subutilização desse procedimento preventivo comprovado. A lista a seguir inclui algumas perguntas comuns que continuam a ser feitas sobre o uso de selantes de fóssulas e fissuras:

Vedação de lesões incipientesA cárie continua progredindo?

Os achados de pesquisas indicam consistentemente que o processo de cárie é inibido quando os selantes são aplicados em lesões incipientes. Esses achados foram demonstrados radiográfica e microscopicamente. Uma revisão sistemática de Griffin et al., 2008,12 examinou a eficácia de selantes na prevenção da progressão da cárie e constatou que a porcentagem média anual de lesões não cavitadas que progrediram foi de 2,6% em dentes selados e de 12,6% em dentes cariados não selados. Eles concluíram que selar a cárie não cavitada em dentes permanentes é eficaz na redução da progressão da cárie. Os selantes intactos fornecem “100% de proteção” na prevenção de cárie. A porcentagem de progressão das lesões cariosas aumenta minimamente com o tempo, à medida que a integridade do selante é comprometida. Apesar dessa boa evidência, uma pesquisa recente sobre as perspectivas dos cirurgiões-dentistas sobre as recomendações baseadas em evidências sugeriu que os cirurgiões-dentistas dos EUA não adotaram as recomendações clínicas baseadas em evidências com relação ao selamento de lesões cariosas não cavitadas (NCCLs).13

Taxas de retenção - E se o selante cair?

A eficácia do selante depende inteiramente da sua retenção. Ao colocar selantes, é necessário tomar medidas que aumentem a retenção do selante, como ter um campo muito seco, embora produtos mais novos talvez não exijam isso, pois os produtos são hidrofílicos, ou ao usar produtos de ionômero de vidro. A retenção de selante é principalmente o resultado da penetração dos tags de resina nas microporosidades, o que ocorre quando o esmalte é condicionado apropriadamente e o campo está seco. Em geral, selantes colocados corretamente não caem. Em uma revisão sistemática de Griffin et al., 2009, verificou-se que a limpeza da superfície com escova de dentes e assistência durante a colocação de selante pode resultar em maior retenção.14 A Base de Dados Cochrane de Revisões Sistemáticas,15 avaliando a prevenção de lesões de cárie por selantes, concluiu que a redução das lesões de cárie variou de 86% em 12 meses a 57% em 48 a 54 meses. Se o volume oclusal se desgastar ou for perdido, há evidências clínicas de que os tags de resina permanecem e a superfície é protegida. A foto na Figura 5 mostra um selante com a estrutura do dente dissolvida deixando apenas os tags de resina.

Figura 5. Selante com estrutura do dente dissolvida.
fig05
Em uma revisão sistemática, Griffin et al., 2009, relataram que dentes com selante total ou parcialmente perdido não apresentavam risco maior de desenvolver cárie do que dentes que nunca haviam sido selados.14 A incapacidade de fornecer um exame de verificação de retenção para todas as crianças que participam de programas escolares de selante por causa da perda de acompanhamento não deve desqualificar uma criança de receber selantes.14 Além disso, um estudo recente de Fontana et al16 sugeriu que superfícies oclusais sem cavitação aparente que são seladas com um selante transparente podem ser monitoradas com o Sistema Internacional de Avaliação e Detecção de Cárie (ICDAS), fluorescência induzida por luz quantitativa (QLF) ou DIAGNOdent, que pode ajudar a prever a necessidade de reparo do selante.

Condicionamento remove esmalte - A superfície condicionada não selada será mais suscetível à cárie?

A remineralização começa assim que a saliva cobre a superfície e forma uma película orgânica sobre a estrutura condicionada do dente, protegendo-a. Como referência, o processo de condicionamento utilizado para selantes remove cerca de 10 mícrons de esmalte, enquanto o polimento com pedra-pomes remove cerca de 4 mícrons.

Redução de custos - É possível economizar dinheiro?

Durante anos, o custo médio de uma restauração de amálgama de uma superfície permaneceu cerca do dobro do custo de um selante. Estudos sugerem que os selantes são econômicos, em especial em crianças com maior risco á cárie dentária.17,18 Em uma pesquisa de confirmação conduzida pela Associação Norte-Americana de Odontologia (ADA) em 1982, foi encontrada uma proporção similar. Pedir que auxiliares executasse esse procedimento também pode reduzir o custo. Colocar selantes no momento da consulta de retorno e usar um protocolo de avaliação de risco para determinar quais superfícies selar também são formas de reduzir custos.

Remoção da estrutura do dente - É necessária?

Um procedimento comum na colocação de selante é utilizar uma broca para limpar as fóssulas e fissuras e colocar uma restauração de resina composta. O procedimento de restauração preventiva com resina é cobrado como uma restauração de superfície. Em muitos casos, é usado anestésico local, e os auxiliares não podem fazer o procedimento. Às vezes, é usada abrasão a ar para limpar as fóssulas e fissuras antes da colocação dos selantes. Muitos Estados interpretam o uso da abrasão a ar como remoção da estrutura dura do dente e, portanto, nem todos os auxiliares poderão colocar materiais selantes. A mão de obra é um custo importante no consultório odontológico, de modo que é mais eficaz usar auxiliares qualificados.

Pagamento As companhias de seguros cobrem esse procedimento?

A cobertura da Medicaid em todos os 50 Estados norte-americanos inclui a colocação de selantes de fóssulas e fissuras. A maioria dos planos odontológicos de operadoras de planos de saúde oferece cobertura a selantes como procedimento preventivo. Além disso, muitos planos de pagamento por serviço cobrem os selantes porque determinaram que o uso de selantes é um método econômico de evitar tratamentos restauradores de custo mais elevado. A meta de saúde bucal nacional dos Centros de Serviços do Medicare e Medicaid (CMS) é aumentar a taxa de selantes na população atendida pelo Medicaid/Programa de Plano de Saúde Infantil (CHIP).