Fraturas da coroa e da raiz

As fraturas da coroa são a lesão mais comum à dentição permanente e podem se apresentar de várias maneiras. A forma mais simples é a infração da coroa. Trata-se de fissuração do esmalte sem perda da estrutura dentária. Não exige tratamento, exceto o teste adequado da vitalidade pulpar.14 As fraturas que se estendem até a dentina geralmente são muito sensíveis à temperatura e a outros estímulos. A fratura coronária mais severa resulta em polpa totalmente exposta e contaminada em um dente com ápice fechado, ou o impacto horizontal pode resultar em fratura radicular. O principal sinal clínico de fratura.12 O tratamento é determinado pelo nível de lesão.

Figura 5. Fratura dentária.
Foto mostrando um exemplo de fratura dentária