Gengivite

Gengivite

O que é a Gengivite?

A gengivite, ou periodontite, é uma doença periodontal que começa com o crescimento de bactérias dentro da boca e pode acabar destruindo o tecido, resultando em dentes moles e, eventualmente, na perda dos dentes se não tratada da forma correta.

Quais são as causas da doença da gengiva?

Para começar, as bactérias acumuladas na placa bacteriana fazem com que as gengivas fiquem inflamadas e sensíveis. É nesse momento que é comum as gengivas sangrarem durante a escovação dos dentes. Esse é um dos primeiros sinais da gengivite. Nesse ponto, não há danos permanentes, porém se não tratada, ela pode se tornar uma periodontite.

Durante essa fase, a camada interna das gengivas recua para trás dos dentes, expondo os espaços que podem ser preenchidos com detritos, causando uma infecção. A resposta imunológica natural do organismo luta contra essas infecções e provoca a degradação do tecido e do osso que fixam os dentes no lugar. Finalmente, isso pode resultar em dentes moles e até na perda dos dentes.

As causas da gengivite incluem:

  • Hábitos de higiene oral ruins
  • Doenças (como o câncer, HIV ou diabetes)
  • Fumo
  • Genética
  • Medicação
  • Alterações hormonais devido à menstruação, gravidez ou menopausa

Sintomas da gengivite

Alguns dos sintomas da gengivite são:

  • Sangramento das gengivas
  • Gengivas sensíveis, vermelhas ou inchadas
  • Mau hálito contínuo ou sabor desagradável na boca
  • Bolsas profundas entre os dentes
  • Dentes moles

Assim como em todos os problemas dentários, é vital não ignorar os primeiros sinais da gengivite. Seu dentista será capaz de identificar os sintomas da gengivite, propondo um tratamento eficaz.

Tratamento da gengivite

O foco do tratamento da gengivite está no trabalho para fixar novamente os dentes nas gengivas; reduzir o tamanho dos espaços entre os dentes, o inchaço, o risco de infecção; e para evitar a propagação da doença.

Os tratamentos específicos para a gengivite podem variar desde a limpeza por um higienista até a raspagem e alisamento radicular para a remoção da placa bacteriana e do tártaro da linha das gengivas inferior e superior. Isso remove todas as bactérias, proporcionando uma superfície limpa para as gengivas se fixarem novamente.

Os sinais avançados da gengivite talvez exijam um tratamento cirúrgico, que pode incluir a cirurgia de retalho (uma versão mais aprofundada da raspagem e do alisamento radicular) para enxertos ósseos e de tecidos moles para favorecer o crescimento renovado do osso e do tecido, respectivamente, e regeneração guiada do tecido ou do osso. Em muitos casos, isso é necessário quando há risco dos dentes moles caírem. Por último, antibióticos também podem ser utilizados para o tratamento da gengivite.

Como prevenir a doença da gengiva

A melhor maneira de prevenir a doença da gengiva é seguir uma boa rotina de higiene bucal, composta de escovação e uso do fio dental pelo menos duas vezes por dia. O uso de pasta de dentes antimicrobiana em conjunto com o uso de um enxaguante bucal adequado também ajudará a remover qualquer bactéria possivelmente presente.

Visitas regulares ao seu higienista ou dentista como parte do exame dental completo também são elementos importantes para a prevenção da doença da gengiva.